Artigos recentes

Navigation

O que os recursos tecnológicos representam na educação?

Os recursos tecnológicos oportunizam novos tempos e espaços para aprender e ensinar; cabe ao professor o modo como ele é utilizado colaborando para os objetivos de sua aula.
Um recurso tecnológico (ou outra TIC) na educação contribui para oportunizar melhor ensino e melhor aprendizagem. As inovações tecnológicas trouxeram inúmeras oportunidades, principalmente quanto a comunicação, e a princípio não foram pensadas para a educação. Mas aos poucos a escola vem percebendo que não há como ignorar as novidades que vão surgindo.

Não obrigatoriamente um recurso tecnológico é algum material ou um programa cheio de funcionalidades. Ele pode ser simples, executando uma única função. Alguns exemplos de recursos tecnológicos são: calculadora,  computador, televisão, câmera, celular,  softwares, aplicativos, animações, simuladores, textos, áudios, vídeos, gráficos, imagens. Perceba que muitos recursos tecnológicos são utilizados na educação desde quase sempre; em verdade a tecnologia não é obra destas últimas décadas, mas ela é mais comentada e pensada a partir deste ponto em que ela avançou e tem avançado muito rápido e mostrado inúmeras novidades, agregando várias funcionalidades em um só produto, ou novas funcionalidades.

Recursos Tecnológicos na Educação

Na educação, os recursos tecnológicos vão sendo apropriados e pensados em meio às atividades, já que inicialmente eles não foram pensados para a educação. O recurso será cada vez melhor aplicado, se o professor que o utiliza reconhece que não está no recurso a prática inovadora, a novidade, a melhoria do ensinar e do aprender; mas continua essencialmente no professor, nas suas propostas de aulas.

Poucos anos após os inúmeros avanços tecnológicos, é possível perceber uma vasta variedade de recursos disponíveis, e que muito colaboram para novas práticas de ensino e de aprendizagem, oportunizando ao aluno uma relação com o tecnológico que ele visualiza em seu cotidiano sendo estudado em sala de aula e relacionado com os conteúdos das disciplinas.

Um recurso tecnológico na educação, é algum recurso que ofereça ao professor a possibilidade de comunicar-se com o aluno e de que essa comunicação seja bilateral, de modo que eles possam ir aprendendo e ensinando com as situações pensadas e criadas inicialmente pelo professor.  Os recursos estão presentes pra todo lado que olhamos; É preciso que eles possam ser associados às práticas de ensino e de aprendizagem de modo a ampliar as possibilidades do conhecimento ser apropriado e ainda, que oportunizem ao aluno mais qualidades enquanto sujeito que aprende, tais como: raciocínio lógico rápido, leitura e interpretação de situações, relacionar conteúdos diversos, tornar-se menos dependente da figura do professor para servir-lhe o ensinar, e tantos outros.

Os recursos tecnológicos oportunizam novos tempos e espaços para aprender e ensinar, e com isso, o professor também ganha, ao passo que aprende pesquisando sobre as possibilidades dos recursos; torna-se autor quando usa de sua criatividade para associar as funcionalidades dos recursos aos conteúdos ensinados em sala de aula ou quando criam novos recursos a partir de materiais concretos ou de sistemas e linguagens da lógica e da programação; pensa sobre sua prática e a modifica, procurando sempre melhores meios de comunicação com seus alunos; mantém-se em formação continuada ao passo que partilha suas experiências com outros professores.

Então, os recursos tecnológicos não podem ser pensados com resistência pelos professores, já que eles não são apenas as inovações tecnológicas tão percebidas em sociedade, e que por vezes são minorizadas, por sujeitos que às veem apenas como um passatempo, um floreio, uma distração para as aulas. Ora, se os recursos tecnológicos podem ser desde o giz, o quadro, o caderno, os lápis de cor, então não cabe mesmo ignorar, é preciso assumir que não sabe trabalhar com os novos recursos que vão surgindo a cada dia, e procurar estudar, aprender a aplicá-los em suas aulas; não é que se vá ignorar os recursos primários (aqueles tão usados em sala de aula), apenas potencializa-se uma aula, no momento em que o uso do recurso esteja pensado juntamente com os objetivos pretendidos em sua aplicação; e estes objetivos continuarão sendo os de aprendizagem a respeito dos conteúdos das disciplinas e de outros processos de formação do sujeito.

Um recurso tecnológico na educação, certamente não é ter um laboratório de informática, não é disponibilizar de inúmeros recursos, não é reproduzir as mesmas atividades por meio destes recursos; um recurso tecnológico na educação, é aquele recurso que proporciona por meio da ação do professor, algo além do que é possível realizar sem aquele recurso e com maior qualidade, privilegiando o objetivo da aula, oportunizando um ganho significativo no ensinar e no aprender. Dois bons artigos podem continuar este assunto: "Qual o futuro que a tecnologia pode trazer para a sala de aula?" e "O desafio de aliar tecnologia e educação", ambos do blog do Prof. Edigley Alexandre.

Charles Bastos

Comente este artigo:

4 comentários:

  1. Ótimo trabalho o seu, compartilhar o que sabes é muito nobre. Especialmente quando é algo que venha contribuir com nossas práticas nas salas de aulas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leonora, que bom ver você por aqui prestigiando uma das minhas postagens!
      Muito obrigado por suas palavras...

      Excluir
  2. estranho ter q considerar o lápis e o caderno como recurso tecnológico ......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá "Rebeca e Line",

      Por definição, não há porque não considerar lápis e caderno como recurso tecnológico. Eles só não são parte de um conjunto de novos recursos tecnológicos, mas em algum momento eles foram inovadores, eles foram novos recursos tecnológicos.

      Obrigado por seu registro!

      Excluir