Artigos recentes

Navigation

Como escolher uma TIC para uso no ensino e aprendizagem de Matemática?

A escolha de uma TIC é importante para se poder conquistar os objetivos específicos aos quais ela será explorada.
Não há mais volta, a cada dia surgem novas ferramentas tecnológicas construídas especificamente para o ensino de matemática. Várias TIC estão espalhadas por inúmeros ambientes virtuais e grande parte disponível gratuitamente para uso. No blog que mantenho, estruturei várias sugestões de atividades e algumas delas com o uso de recursos computacionais; além de disponibilizar uma lista de vários recursos computacionais para o ensino de matemática. E afinal, como escolher uma TIC para uso no ensino e aprendizagem de Matemática? A pergunta deve ser feita a você que irá utilizar determinado recurso e não só "Como...?", mas "Para que...?"

O recurso computacional pensado para o ensino e aprendizagem tem características e finalidades específicas para cada contexto; na matemática existem softwares, simuladores, aplicativos, planilhas eletrônicas, animações, vídeos, imagens e tantos outros, todos focando alguma área e com potencialidade para serem estudados, ampliados, adaptados para as atividades de sala de aula ou para auxílio em atividades extra classe.

Na postagem anterior a esta, As planilhas eletrônicas não são ideais para incontáveis aplicações matemáticas?, indiquei um exemplo e comentei a respeito das limitações de um recurso computacional.

As TIC têm contribuído e alterado cada vez mais a forma de comunicação. Apesar do grande número de recursos computacionais disponíveis, é preciso planejamento. O professor deve saber bem o que o recurso oferece e o que ele pretende para suas aulas. É necessário que as atividades sejam organizadas de modo que os recursos utilizados contribuam para o ensino e para a aprendizagem para além das aulas rotineiras, oferecendo algo a mais ao professor e a seus alunos.

Como escolher uma TIC para uso no ensino e aprendizagem de Matemática?

Muitos apontam problemas, erros e desculpas para não utilizar um recurso tecnológico em matemática, justamente nos recursos; mas creio que a falha não esteja nos recursos, pois quem os cria, os estrutura, os utiliza é o sujeito, então cabe ao sujeito a tarefa de saber o que utilizar e como utilizar. É preciso que o professor se atente para a sua formação, principalmente no segmento tecnológico, pois atualmente quase todos os serviços e atividades envolvem a necessidade de algum conhecimento tecnológico. Não podemos ficar reféns da tecnologia, devemos influir sobre ela e promover tal conhecimento. 

O uso dos recursos computacionais no ensino de matemática podem contribuir melhorar a visualização de objetos geométricos e assim a assimilação destes com conceitos e aplicações. É possível também, melhor organizar dados e informações e com isso criar novas informações podendo inferir decisões a respeito. Ou mesmo relacionar conteúdos várias disciplinas em análise matemática. Tudo isso é possível sem o uso de algum recurso, mas com os recursos e com o entendimento do usuário sobre este recurso é possível ampliar as possibilidades de ensino e de aprendizagem.

As atividades planejadas com o uso de alguma TIC precisam ser testadas antes pelo professor; devem haver questionamentos e direcionamentos que justifiquem o uso do recurso para o alcance dos objetivos estipulados. Não cabe o uso pelo o uso, pelo floreio, porque é bonito ou porque foi indicado para assim ser feito. O objetivo de seu uso deve ser maior, é preciso que tal objetivo esteja ligado com as possibilidades de ensino e de aprendizagem (metodologia adequada; ampliação daquilo que é possível com o livro, o quadro ou o caderno; objetivos para as aulas, para os conteúdos; etc.).

Não é a primeira vez que comento a respeito aqui no blog. Em vários textos, sempre lembro a respeito da importância de sempre procurar ampliar e de buscar novas práticas de ensino e de aprendizagem e que o uso de alguma TIC, quando planejado e com finalidades específicas pode ser uma boa contribuição para as aulas. Não deixe de conferir algumas leituras recomendadas e continue participando aqui a respeito:


Recomendo também o artigo "5 erros que cometemos ao levar tecnologias para a sala de aula" do blog do Prof. Edigley Alexandre, em que ele destaca e comenta sobre:

  • Planejamento;
  • Análise do currículo ao planejar;
  • Mal uso do recurso;
  • Ausência de treinamento;
  • Usar o recurso apenas como exposição, sem o uso por parte do aluno.


Existem também várias outras postagens a respeito de recursos específicos (softwares, plataformas, planilhas, ambientes de leitura, vídeos, etc.). Não deixe de nos acompanhar [TIC na Matemática no Facebook] e de participar comentado! Assine também nosso feed e não perca nenhuma das atualizações!


Charles Bastos

Comente este artigo:

0 comentários:

Os comentários neste blog são moderados pelo autor. Leia sobre a política de comentários.