Artigos recentes

Navigation

Artefatos Culturais: A História das Coisas & Ilha das Flores

Análise de documentários com temáticas similares envolvendo C&T

O texto a seguir é parte de uma atividade produzida para uma disciplina (Ciência, Tecnologia, Sociedade e as Relações do Meio Ambiente no Ensino de Ciências) de especialização (Ensino de Ciências da Natureza e Educação Matemática) em parceria com os colegas Allan Pablo Gomes e Paulo Joaquim da Silva Júnior.

A História das Coisas & Ilha das Flores

    Esta imagem é um compilado de duas imagens disponíveis na web e que retratam os documentários Ilha das Flores e A História das Coisas.

Descrição 1 - A História das Coisas

    A História das Coisas é um documentário que foi lançado em 2007, originalmente nos Estados Unidos, produzido por Annie Leonard e dirigido por Louis Fox. Ele retrata uma sequência de processos sobre produtos desde sua origem até após o descarte feito por nós. Extração, produção, distribuição, consumo, tratamento de lixo são algumas das etapas em que passa a maioria dos produtos que consumimos. O documentário revela outras etapas deste sistema linear que por vezes não observamos. Algumas das etapas complementadas neste sistema incluem as pessoas e os impactos que elas sofrem por este sistema, as corporações, a destruição ambiental (desmatamento, exploração dos recursos, contaminação, poluição), impactos na saúde e no ambiente, etc. O documentário entrelaça vários problemas provocados por este sistema e que por veze não percebemos; retrata sobre a valorização do consumo e do consumidor (motor da desigualdade e do privilégio econômico para uma minoria), algumas alternativas de incentivo ao consumismo e da necessidade de sermos mais sustentáveis.

Descrição 2 - Ilha das Flores

    O documentário Ilha das Flores foi produzido em 1989 no Brasil, pela Casa de Cinema de Porto Alegre e dirigido por Jorge Furtado. Ele usa uma narrativa recorrente ligando e criticando fatos e processos, procurando evidenciar problemas de ordem econômica e social num sistema capitalista que afeta a sociedade provocando desigualdades que por vezes colocamos as pessoas (dotadas de telencéfalo altamente desenvolvido e polegar opositor) em condições de extrema pobreza. O filme narra a trajetória de um tomate deste sua produção e consumo até o descarte e reuso. Neste percurso, retrata o comércio, o dinheiro, o lucro, o descarte desordenado do lixo, o reuso do lixo, a pobreza e a fome, a doença, o subemprego, a desigualdade social provocada pelo sistema capitalista. A Ilha das Flores é evidenciada como local de descarte de lixo em que se percebe muito do desastre que assola a sociedade.

Questionário

A - Os dois filmes foram produzidos em espaço-tempo diferentes e suscitam um rico debate quanto ao impacto dos produtos da Ciência e Tecnologia (C&T) sobre a sociedade e o ambiente. Os filmes nos provocam a pensar questões globais e nacionais. Resguardadas as devidas adequações contextuais, um filme norte-americano e um brasileiro, eles abordam questões/temas comuns. Quais seriam esses temas comuns?

    Os dois filmes abordam em comum alguns problemas ambientais regionais e que estão espalhados pelo mundo, indicam ainda potenciais causadores destes problemas. Os dois filmes acabam desenvolvendo suas histórias ao contarem, com criticidade, sequências lineares de produção e consumo (economia), revelando um pouco da sociedade naquele meio e tempo em que se encontra.

B - O que esses filmes estão ensinando sobre cada um dos temas: Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente? Percebam como os filmes apresentam esses temas de forma crítica, denunciando a todo o momento o sistema de produção capitalista neoliberal. Portanto, faça sua análise levando isso em consideração.

    Os filmes narram uma sequência de processos de produção para consumo em que Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente estão entrelaçados. O uso da Ciência e da Tecnologia afetam a Sociedade e o Ambiente de diversas formas. Eles alertam para o uso da C&T de forma a beneficiar uma economia baseada no consumo, que alimenta e enriquece a poucos, mantendo a maioria da população num ciclo de consumismo, atacando o meio ambiente desde os processos de extração até o descarte de produtos julgados como obsoletos ou não mais qualificados para consumo. Isso afeta a Sociedade na não valorização da mão de obra, no desemprego, no crescimento do número de famintos, no aumento de doenças, etc.

    A Ciência e a Tecnologia servem para criar novos processos, novas funções, para suprir mão de obra, para encurtar processos de produção, para incentivar o consumismo. A Sociedade é impactada na economia, no comportamento social, na saúde, no crescimento da pobreza, no distanciamento entre as classes (ricos, pobres... proletário, burguês) por este ciclo de consumo. O meio ambiente sofre consequências da extração desenfreada e da poluição, são nítidas as constantes mudanças climáticas, a escassez de água potável, a falta de saneamento básico, o desmatamento, a extinção de espécies, o crescimento de doenças evitáveis.

C - Os filmes retratam questões que são conectadas aos seus contextos históricos, por isso, datados. Especificamente, "Ilha das Flores" aborda a realidade daquele momento sócio-histórico. Você considera que há diferenças entre a realidade história do Brasil no filme (1989) e a atual (2021)? Explique.

    A realidade abordada não era recente em 1989 e continua presente agora em 2021. Há certamente diferenças entre as duas realidades históricas, mas os problemas vividos na sociedade em 1989, infelizmente, são facilmente encontrados atualmente. Um fato atual que demonstra tamanha desigualdade na sociedade foi a "fila do osso", uma cena registrada em Cuiabá (que segundo informações de reportagens e outras fontes, diz-se que um açougue faz a distribuição de pedaços de ossos com retalhos de carne há 10 anos, mas que a rotina de distribuição semanal tem crescido e tem crescido também o número de pessoas na fila) evidencia o crescimento do número de pessoas com fome no Brasil. As fontes deixam claro que a cena não é recente e que não se trata de um reflexo do momento pandêmico que assola o mundo, mas é fruto da política/governo para poucos.

Fontes: Agência Brasil (2021) e G1(Globo).

D - Segundo a professora Myriam Krasilchik (2011, p. 46), "o conteúdo, na realidade, é a preocupação mais presente entre os professores ao fazerem seu planejamento curricular tendo que tomar decisões de três tipos: o que ensinar, decisões sobre a abrangência da matéria a ministrar; uma vez decidido o que ensinar, o nível seguintes de decisão é em que sequência, isto é, a melhor ordenação dos tópicos escolhidos, e, finalmente, após esses dois primeiros tipos de escolhas, como relacionar e integrar os assuntos aos outros tópicos da mesma disciplina e das outras disciplinas".

Baseando-se nessas decisões a serem tomadas por um professor, escolha um ou mais conteúdos que foram tratados pelos filmes que poderiam ser utilizados em salas de aula do ensino fundamental ou médio por um docente da área de ciências. Para cada conteúdo escolhido explique sua decisão a partir do que Krasilchik coloca: por que foram escolhidos? Em qual sequência os conteúdos aparecerão? Como eles serão integrados entre si e com outras disciplinas? 

    Para esta sequência didática optamos por formar um grupo colaborativo de professores de diferentes disciplinas (química, biologia e geografia) e um técnico em meio ambiente (convidado) para desenvolver os conhecimentos tratados no vídeo sobre “a história das coisas” em busca de unificar os conhecimentos e trabalhar a transdisciplinaridade em uma turma do 3º ano do ensino médio com base no currículo referência do estado de Goiás com aplicação no 4º bimestre. Abaixo será apresentado um breve resumo em como serão tratados os conteúdos e a sua sequência.

Conteúdo 1: Ecologia de Populações e comunidades; Relações Ecológicas, Desequilíbrios ambientais – Disciplina Biologia
Por que o conteúdo foi escolhido? Estes conteúdos foram escolhidos por apresentar as consequências ao meio ambiente de um consumo excessivo de matéria prima, bem como as implicações causadas nos demais seres bióticos e abióticos de um determinado ecossistema e o próprio planeta.
Em qual sequência o conteúdo aparecerá? Estes temas serão os primeiros a iniciar a sequência didática após a apresentação do vídeo aos alunos. O professor com a ajuda de um técnico em meio ambiente irá discutir sobres os principais tópicos de biologia e meio ambiente com suas relações com tópicos tratados no vídeo a fim de buscar uma conscientização dos alunos e dinamizar o conhecimento transmitido.
Como o conteúdo será integrado entre si e com outras disciplinas? Nesse primeiro momento, é indicado que tanto o professor quanto o técnico deixem pistas e o conhecimento em aberto sobre o próximo tópico que será tratado na próxima disciplina naquela mesma semana ou dia. Desta forma, espera-se que a final da aula, os alunos sejam instigados a pensarem no processo de formação de novos materiais, bem como nas substâncias químicas que são utilizadas na síntese de diversos materiais e as implicações do das substâncias químicas quando são liberadas no meio ambiente e por fim, como está relacionada a desnutrição e a obesidade principalmente no Brasil atualmente.

Conteúdo 2: Os interesses de mercado versus os interesses de uma vida saudável; Os contrastes entre produção e distribuição de alimentos; A desnutrição e a obesidade – Disciplina Química
Por que o conteúdo foi escolhido? Para esta disciplina, estes conteúdos trabalham muito bem as ideias centrais da ciência e tecnologia no mercado, desde a busca de matéria prima até as substâncias químicas que são descartadas no meio ambiente no final do processo. O professor também pode trabalhar conceitos já trabalhados no inicio do ano, como a presença de compostos orgânicos na produção destes materiais, o desenvolvimento de novas tecnologias, tais como, a nanotecnologia, a química verde, biotecnologia e consequentemente buscar relaciona-los as consequências da desnutrição e obesidade vivenciadas por grande parte da população brasileira.
Em qual sequência o conteúdo aparecerá? É ideal que após a discussão das implicações ao meio ambiente, tratados no inicio na disciplina de biologia, que esta seja a próxima. Logo, instigados por perguntas problemas na aula anterior e a produção de mapas mentais, os alunos possam então trazer já suas ideias e concepções sociais e ambientais sobre este tema e estes possam então gerar uma roda de discussão com o professor acerca destes temas e os conteúdos que o professor irá discutir com a turma.
Como o conteúdo será integrado entre si e com outras disciplinas? Como nesta aula será abordado o conteúdo “Os interesses de mercado versus os interesses de uma vida saudável” o professor poderá deixar este tema por último para que já deixe uma porta de entrada para a próxima disciplina. Discutindo sobre o interesse do mercado no contexto sociopolítico brasileiro, o professor poderá navegar superficialmente em como as indústrias buscam suas relações entre si e com a população visando a fixação de um estilo no mercado.

Conteúdo 3: Configuração e regionalização do espaço mundial; Organização social, econômica, cultural e política dos países. – Disciplina Geografia
Por que o conteúdo foi escolhido? Este conteúdo foi escolhido baseado no funcionamento do mercado em diversos países, bem como suas implicações no contexto geográfico, ambiental, econômico e principalmente social.
Em qual sequência o conteúdo aparecerá? Aqui a recomendação é que este seja a última parte da sequência didática. Visto que já foram tratadas as ideias de ambiente, ciência e tecnologia, o professor aqui poderá ter a total liberdade tratar os conceitos sociais em diferentes escalas de hierarquia social, econômica e geográfica e desta forma, buscar conectar os principais países consumistas, capitalistas e as consequências benéficas ou maléficas sobre este sistema e também na construção das desigualdades sociais e etc.
Como o conteúdo será integrado entre si e com outras disciplinas? Esta disciplina foi escolhida para ser a última, pois os conteúdos abordados tanto no vídeo como na própria aula caminham livremente nestes temas. O professor tem toda a liberdade de retomar os conceitos já abordados anteriormente e construir o seu com o alicerce já estabelecido previamente. Portanto, aqui, o professor também poderá usar os seus conhecimentos para realizar um fechamento entre os conceitos de CTSA em busca de desenvolver um maior sendo crítico nos alunos sobre o contexto social, econômico e ambiental que estão inseridos e suas possíveis contribuições para o futuro.


Compartilhe esse artigo:

Próximo
Esse é o artigo mais recente.
Anterior
Postagem mais antiga

Charles Bastos

Comente este artigo:

0 comentários:

Os comentários neste blog são moderados pelo autor. Leia sobre a política de comentários.